Fisioterapia - Tratamento Epifisiólise

Saiba mais sobre Epifisiólise

Epifisiólise é uma doença nos ossos que consiste na separação da epífise do fêmur, ou seja, a cabeça do fêmur que fica no quadril, escorrega ao nível da placa de crescimento. 

As causas para uma necrose parcial ou total da epífise óssea é desconhecida, porém, as mais prováveis são:

- Traumas; Desequilíbrio no sistema endócrino; Inflamação; Nutrição inadequada; Genética; Estresse; Após uma radioterapia; Hipotireoidismo.

A epifisiólise manifesta-se com mais frequência durante a adolescência e no sexo masculino. A doença é rara em crianças menores de 9 anos, porém pode aparecer entre os 6 e os 18 anos.

Como detectar a epifisiólise e quais os sintomas?

- Aparece na radiologia e quando não está tão evidente, na ressonância magnética;

- Dor intensa no quadril diminuindo a movimentação do mesmo;

- A criança começa a mancar de uma hora para outra;

- Ocorre a insuficiência de circulação arterial;

- Apresenta mudanças no colo femoral;

- Os sintomas têm mais de três semanas de duração e são de moderados a agudos;

Em alguns casos o médico ortopedista, após uma avaliação médica, recomenda apenas o repouso, porém, na maior parte, o paciente é submetido a um tratamento cirúrgico.

A operação realizada chama-se epifisiodese, onde o cirurgião introduz um parafuso através do colo do fêmur, transfixando a placa de crescimento e chegando até a parte superior da cabeça que está escorregando. Essa cirurgia tem por objetivo causar uma irritação na placa de crescimento, para que a mesma seja precocemente fechada e fixe as partes da cabeça do fêmur uma na outra. A prática não interfere no crescimento do osso, porque outros núcleos acabam recompensando.

Algumas vezes o procedimento cirúrgico já é realizado nas duas pernas, devido o fato de que a doença manifesta-se em tempos diferentes nos dois membros.

Pode ser também que o quadro clínico seja antigo, dessa forma o procedimento adequado é a osteotomia, onde uma parte do fêmur é cortada, permitindo assim, que a cabeça reposicione-se no interior da cavidade acetabular (essas duas formam as articulações da região).

Ainda no hospital, o paciente recebe anti-inflamatórios e permanece lá por algumas semanas. No começo o paciente fica em cadeira de rodas, não podendo levantar da mesma por qualquer motivo. Por isso, recomenda-se que os pais providenciem tanto a cadeira para banho quanto a comum. 

A Fisioterapia Ortopédica é a indicada para o tratamento pós cirúrgico da doença Epifisiólise. O profissional inicia os exercícios assim que o paciente começa a utilizar muletas. Eles são gradativos, a quantidade e a intencidade dependerão da evolução da lesão. São feitos inicialmente alongamentos nos membros superiores e inferiores, e no quadril. Depois são aplicados exercícios com peso e bola, respeitando a mobilidade das pernas. 

Lembre-se que o tempo de permanência na cadeira de rodas ou usando muletas vai variar de paciente para paciente.

A Central da Fisioterapia realiza atendimento em pacientes que tiveram epifisiólise. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia, entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo! 

O que oferecemos nos tratamentos de Epifisiólise:

  • Atendimento Domiciliar;
  • Levamos Equipamentos na sua Residência;

  • Fisioterapeutas Especializados;
  • 15 anos de Experiência Domiciliar;

Entre em contato, retornamos em até 1 hora

Procura atendimento domiciliar?
Procura atendimento particular?
Prefiro contato por:

Central de Atendimento

Segunda a Sexta das 08:00 às 19:00 e ao Sábados das 08:00 às 17:00